Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como utilizar mapa mental em sala

Como utilizar mapa mental em sala de aula
Nesses últimos anos tem crescido a procura por mapas mentais, isso tanto partindo de professores quanto de alunos. Mas, afinal, como utilizar mapa mental em sala de aula?

Você, professor ou professora, deve ter em mente que uma aula criada visando utilizar os mapas mentais trazem muitos benefícios, tanto porque envolve mais os alunos, quanto porque facilita a aprendizagem.

É importante também destacar que essa ferramenta se tornou fácil de ser utilizada, isso porque já existe no mercado softwares para criá-las como também para ajudar na projeção desses mapas nas aulas.

Além disso, cabe muito lembrar que você poderá utilizar esses mapas na preparação das suas aulas, como também na sala de aula, e até mesmo fora dela.

No artigo de hoje o foco é mostrar como utilizar mapa mental de modo a despertar a criatividade dos alunos e ajudar no ensino.

Mapa mental antes de chegar em sala de aula

Você professor ou professora certamente fará um plano de aula, e a grande novidade é que os mapas mentais vão te ajudar grandemente a selecionar e organizar os temas a serem abordados.

Você perceberá que com eles as temáticas serão muito fáceis de serem visualizadas tanto em relação a sua cronologia como também as inter-relações que possuem.

Supomos que você abordará a climatologia na aula de geografia. Logo, poderá organizar as ideias e os conhecimentos por tópicos criando um mapa mental com os principais tipos de climas.

Mapa mental na sala de aula

Se o seu foco é descobrir como utilizar mapa mental em sala de aula, então este item é específico para tratar sobre esta questão.

Um mapa mental é uma ferramenta útil e que pode ser bastante utilizada para os debates em sala de aula. Por se tratar de algo muito didático que apresenta facilidade de visualização, certamente os alunos serão incentivados a discutir o tema.

Eles poderão compreender a relação e conexão que a temática apresentada possui. E utilizando ainda a ideia da aula de geografia, os alunos perceberão porque é mais quente e chove menos em determinadas regiões do que em outras, por exemplo.

Sugestão de atividades

1. Criação de mapa mental em grupo

Em sala de aula você poderá dividir a turma em grupos e solicitar que cada grupo crie um mapa mental. Para isso, você fornecerá as informações necessárias.

Por exemplo, apresente os dados que já existem e diga para os alunos quais deles se inter-relacionam. Na sequência, crie o mapa em conjunto com seus alunos.

2. Desenvolvendo habilidade de comunicação

Uma forma de incentivar os alunos na comunicação de informação é solicitando que façam uma apresentação.

Claro que isso pode não ser fácil para alguns alunos, mas quando se utiliza os mapas mentais construídos por eles mesmos, então ficam mais confiantes para apresentar.

Quando eles mostram o mapa mental para a plateia, observam que o público irá focar naquelas informações, e os alunos apresentadores perceberão que a plateia está envolvida e eles se sentirão motivados para falar.

3. Aplicando uma avaliação

Essa última atividade revela um avanço na educação. Até então, trabalhávamos com avaliações de perguntas e respostas, mas a inovação está em sugerir aos alunos que crie um mapa mental.

A diferença desta atividade em relação a primeira, é que nesta os alunos terão testados os seus conhecimentos já adquiridos ao longo do mês.

Você perceberá que esta forma de avaliar deixará o aluno mais encorajado a expressar tudo o que absorveu ao longo das aulas.

Concluindo

O mapa mental tem se tornado uma ferramenta útil ao facilitar a elaboração das aulas e a consequente explanação, bem como tem se mostrado eficiente ao incentivar alunos a mostrarem o que absorveram ao longo das aulas.

Quando nos referimos a como utilizar mapa mental em sala de aula, temos em mente que você poderá aplicá-lo tanto na preparação da aula quanto propondo três excelentes atividades para os alunos.

A primeira delas incentivará muito o aprendizado, e a segunda capacitará o aluno na habilidade de comunicação. Fecha-se então o ciclo com uma avaliação por meio de mapas mentais em que os próprios alunos o constrói.

Então, você já está utilizando os mapas mentais em suas aulas? Se ainda não, comece agora mesmo! Saiba mais pelo link https://www.mindmeister.com/pt.

Leia muito mais sobre educação no Infopedagógica

Leia muito mais sobre educação no Blog Educação, Ferramentas pedagógicas e no Saiba mais educação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *